Pages

quarta-feira, 23 de julho de 2014

DEU NO BLOG DO WILTON LIMA: Justiça Federal suspende cursos superiores ILEGAIS oferecidos por faculdade mantida pela presidente do Sintrasema, em Açailândia


Maria da Paz Reina, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Açailândia, ainda responde a outras ações pela acusação de emissão de diplomas falsos em nome das faculdades FAIAMA E FANTREPE, em Açailândia.



Maria da Paz Reina, presidente do Sindicato dos Sevidores Públicos de Açailãndia

A decisão da Justiça Federal trata-se de Ação Civil Pública ajuizada pelo Município de Açailândia contra a Faculdade Reunida – FAR, Valdinei Leonardo dos Santos, Maria da Paz Viana Soares Reina e Maria do Céu, em razão de oferecimento de curso superior à distância sem a autorização do MEC.

O Município relatou na Ação Civil Pública que a Faculdade Reunida – FAR foi descredenciada pelo Ministério da Educação, perdendo a autorização para funcionar, seja na modalidade de ensino presencial, seja na modalidade de ensino à distância, mas possui polo de funcionamento na cidade Açailândia e oferece cursos de Licenciatura em Pedagogia e Pós-Graduação em diferentes áreas da educação, já tendo, inclusive, formado centenas de alunos no município.

A procuradoria do município de Açailândia tomou conhecimento de outras irregularidades cometidas pela presidente do Sintrasema e propôs outras ações acusando Maria da Paz de emissão de diplomas falsificados pela entidade FAENTEPRE, irregularidade detectada após a convocação dos concursados de 2012, na apresentação de documentação exigida no edital. Os concursados que se sentiram prejudicados pela impossibilidade de tomar posse em cargo público no município, impetraram com mandado de segurança na comarca de Açailândia, mas foi negado pela justiça local e confirmado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, confirmando, portanto, a irregularidade nos diplomas apresentados à comissão de concurso.

Nesse imbróglio ficou prejudicado inúmeros pais e mães de famílias que prestaram concurso público e não puderam assumir, pela falta de legitimidade dos diplomas, ou seja, assim como, aFaculdade Reunida – FAR, a FANTREPE também não tem autorização do MEC para oferecer curso superior em Açailândia.



Com relação a Faculdade Reunida – FAR, o Ministério Público Federal manifestou o seu interesse na causa requerendo a sua admissão como litisconsorte ativo, editando a petição inicial para inclusão de novos pedidos, inclusive a antecipação de tutela, ora concedida pela Justiça Federal que determinou que os réus:

a) Suspenda a execução de todo e qualquer curso que denomine de nível superior ou de pós-graduação no território da jurisdição da Subseção Judiciária da cidade de Imperatriz, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00 por cada aluno matriculado;

b) Paralise a divulgação e todo e qualquer curso publicitário oferecendo cursos superiores ou pós-graduação na modalidade à distância, por meio do convênio, até que os cursos venham a ser autorizados pelo MEC, nas cidades pertencentes a jurisdição da Subseção Judiciária de Imperatriz, sob pena de multa no valor de R$ 5.000,00 para cada anúncio;

c) Anuncie em sua página eletrônica, de forma destacada e clara, pelo prazo de seis meses, e em jornal de grande circulação na região desta Subseção Judiciária, pelo período de 30 dias, que não detém autorização para oferecer curso superior na modalidade à distância em qualquer lugar do país, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 (prazo contados da intimação para cumprimento);

d) Comunique formalmente, no prazo de 10 dias aos alunos e ex-alunos que cursaram seus cursos nas cidades da Jurisdição da Subseção Judiciária de Imperatriz, acerca da existência da presente ação e de seu objeto, sob pena de Multa de R$ 500,00 por aluno não informado.

A decisão do Juiz Federal Walisson Gonçalves Cunha, foi datada do dia 15 de julho, no entanto, nesse ínterim, em um jornal de grande circulação da região (JORNAL DO MARANHÃO), uma matéria foi publicada dando conta de mais uma faculdade à distância que está sendo trazida pela mesma presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Açailândia, Maria da Paz Reina.

No texto assinado pela jornalista Mariana de Sousa é citado que a nova Faculdade trazida com apoio de “Nona” chega para conquistar mais alunos e também para atender os alunos da FAIAMA e outros que queiram fazer aproveitamento das disciplinas para receberem seus diplomas.

Vale lembrar que a tal FAIMA também está sendo investigada pela Justiça Federal e esta seria responsável pela validação dos diplomas dos cursos oferecidos pela FANTREPE. Diplomas esses tidos como falsos, conforme denúncia da Procuradoria Geral do Município à Justiça Federal e à Polícia Federal, que causaram prejuízos irreparáveis aos pais e mães de famílias que prestaram o concurso público municipal de 2012 e não puderam assumir os seus cargos.

O que se indaga agora é: quem vai arcar com os prejuízos das vítimas lesadas? Na sua grande maioria, pais e mães de famílias que plantaram nos falsos curso oferecidos pela presidente do sindicato dos servidores públicos de Açailândia, Maria da Paz Reina, um sonho de ter um curso superior; sem falar do prejuízo financeiro, pois investiram mensalmente durante todo o período dos supostos cursos um percentual significativo das suas rendas mensais; além do tempo perdido em quatro anos sentados em uma cadeira das supostas faculdades FAIAMA E FAENTEPRE e agora a confirmação da falsidade de cursos da FAR, através de uma decisão da Justiça Federal.

FONTE: http://www.wiltonlima.com.br/

SAÚDE DE AÇAILÂNDIA: Gleide Santos já entregou 03 novos postos de saúde à população, 09 receberam reforma, outros 09 já iniciaram a construção ou estão em fase de conclusão e 01 UPA em execução já atingiu 50,99% da obra




A população de Açailândia já consegue mensurar os grandes avanços na área da saúde, principalmente, se comparada ao que era visto antes em termo de estrutura física dos prédios usados pelo município, que eram normalmente alugados, bem como, no atendimento médico muito mais humanizado, além de outros procedimentos hospitalares.

O governo municipal tem investido alto na construção de Unidades Básicas de Saúde, a última comunidade beneficiada foi a população do povoado córrego novo, distante cerca de 60 quilômetros da sede do município. Esses projetos são executados em parceria com governo federal e recebe toda a estrutura de funcionamento do município de Açailândia, como a aquisição de equipamentos, equipe médica e outros profissionais da saúde para atender a grande demanda de pessoas que necessitam do atendimento médico, bem como outros serviços como marcação de exames, consulta e vacinação.

Em menos de dois anos o governo de Açailândia já entregou a população 13 postos de saúde, dentre estes, alguns que já existiam de forma precária, mas que foram reformados e três foram entregues novinhos e por completo para a população.

A Unidade Básica de Saúde do povoado de Córrego Novo, último a ser inaugurado, é um prédio novo construído dentro dos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde e conta com banheiros, uma ampla recepção, sala para farmácia, sala para vacinação, sala para realização dos procedimentos médicos, além de um consultório médico e uma equipe altamente capacitada e preparada para atender aquela comunidade.

No mesmo modelo já iniciaram as obras ou estão em fase de conclusão as UBS’s dos bairros Nova Açailândia, Jardim Glória, Pequiá, Residencial Tropical, Academia de Saúde do Jacú, Academia de Saúde Patizal, UBS Cikel, UBS Residencial Ouro Verde, UBS Novo Bacabal.

A UPA - Unidade de Pronto Atendimento 24 H – Porte II, localizada, na Vila Progresso II, tiveram suas obras reiniciadas, após paralisadas por ordem da Vigilância Sanitária do Estado, e já se encontra com 50,99% da obra concluída.

terça-feira, 22 de julho de 2014

VEM AI! O LANÇAMENTO DO 3º CD DA CANTORA MARA FERRER '''''' INJEÇÃO DE FÉ ''''''


'Injeção de Fé. É o novo CD da cantora Mara Ferrer.

O novo CD de Mara Ferrer intitulado “Injeção de Fé”, acaba de ser gravado, o CD está sendo muito aguardado. E os envolvidos na produção do álbum afirmam que cada etapa do projeto foi realizada com muito amor e dedicação. Aguardem por mais um lançamento, que será canal de bênçãos para todos.

Conhecida também por sua voz afinada e aguda, a cantora destacou que as canções virão em tom mais grave para que toda a igreja possa acompanhar os louvores. "Resolvemos trabalhar em contato maior com a igreja. E as canções também estão diferentes, em um tom mais grave. Mas há louvores em tons mais altos e agudos. Não poderia deixar de fora", explicou.

"O título deste trabalho reflete exatamente o que todos irão encontrar: muita adoração. A Mara soube usar e ousar deste tom mais grave nas canções e ficou maravilhoso. Posso dizer que todos irão ficar surpresos positivamente com este CD. Pois foi assim que fiquei ao ouvir os louvores e sentir o carinho dela neste projeto", ressaltou o produtor do CD.

Mara Ferrer destacou ainda que o repertório está bastante eclético, com ritmos variados. "As músicas estão com ritmos e arranjos diferenciados, e  que todos vão poder apreciar uma boa música.




EVANGÉLICOS COM VOTOS VENDIDOS

Evangélicos no centro do debate eleitoral…

Não teve como evitar…


Por mais que lideranças evangélicas tradicionais – e os próprios políticos – tentassem separar a questão religiosa da política, a fé invadiu mesmo o debate eleitoral no Maranhão.

E as próprias igrejas – sobretudo a Assembleia de Deus, maior do estado – contribuíram para envolver-se nas eleições.

Desde o início da campanha, a AD realizou encontros estaduais em Caxias e em Grajaú, sempre com a presença dos principais candidatos a governador.

E recebeu estes mesmos candidatos em seus templos espalhados pelas principais cidades do Maranhão.

É recente o envolvimento mais intenso das igrejas evangélicas na disputa política.

Começou na década de 90, quando os pastores perceberam na política um filão importante para consolidação do poder eclesial. Trocar votos por fé virou tradição e hoje nenhum candidato arrisca-se a entrar numa disputa eleitoral sem ir atrás das bênçãos dos pastores e bispos.

Mesmo aqueles que nunca tiveram relação alguma com Deus, convertem-se em santos e passam afalar de sua fé como se tivessem “nascido no evangelho” – para usar uma expressão do próprio segmento.

Cheias de poder – não necessariamente o divino – as igrejas já conseguiram eleger vereadores, deputados federais, estaduais e até um vice-governador e um prefeito, embora nenhum deles tenha representado qualquer mudança de patamar político-social dos fiéis que os servem nos templos.

E assim eles seguem nestas eleições, como currais eleitorais sequiosos de benesses do poder.

Prontas a oferecer a quem puder dar mais…

Fonte: Marcos D’Éça

segunda-feira, 21 de julho de 2014

DEU NO BLOG DO WILTON LIMA: Alheios aos prejuízos à população vereadores de Açailândia se negam de votar a LDO e podem comprometer o orçamento do município para 2015.




Inicio este artigo com uma grande preocupação e chamando atenção do leitor para um fato no mínimo inusitado, para não dizer estapafúrdio, haja vista que, nesse momento um grupo formado por 11 vereadores de Açailândia, pela supressão jurídica de a possibilidade da cassação do mandato da prefeita Gleide Santos, através de uma Comissão Processante corrompida de vícios, se negaram a votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício 2015. É importante salientar que o cronograma da atividade da elaboração e votação da LDO, bem como a LOA e o PPA, não se presta ao interesse do Executivo, e nem tampouco do Legislativo, ou muito menos aos interesses político-partidários, mas sim à sociedade, verdadeira titular do poder estatal.

A data limite legal para aprovação da LDO de Açailândia, já que a não aprovação trata-se de uma anomalia que precisaria ser corrigida, conforme especialistas da área foi o último dia 17 de julho, no entanto, por puro capricho (Ou talvez excesso de trabalho. Nesse momento caio em risos!) a maioria dos vereadores resolveu simplesmente não votar a Lei que garante o orçamento das receitas e despesas do município para o ano que vem, o que significa dizer que desta forma não haverá nenhuma previsão de aplicação de recursos em favor da sociedade no ano de 2015.

A não aprovação da LDO, portanto, conforme os mais altos juristas consistem em anomalia jurídica, configurando grave omissão do Poder Legislativo e inaceitável renúncia de seu poder/dever de representar a sociedade na formulação de políticas públicas, bem como de exercer o controle externo do Executivo. A elaboração da LDO é a efetiva oportunidade de o Poder Legislativo participar ativamente, em conjunto com o Executivo, da construção do plano de trabalho a ser concretizado por meio da LOA.

Adentrando à Constituição Federal, o jurista José Afonso da Silva afirma que: essa possibilidade (Elaborar e aprovar leis) restitui ao Poder Legislativo uma de suas prerrogativas mais importantes — qual seja, a de apreciar, discutir, votar, aprovar ou rejeitar qualquer tipo de projeto de lei.

José Afonso da Silva acrescenta ainda: Não se nega — antes, se reconhece e se afirma — que é sumamente inconveniente a rejeição da proposta orçamentária. É preciso lamentar o que acontece com frequência no âmbito municipal, em que vereadores, por puro capricho ou espírito de vindita (retaliação, vingança, represália), rejeitam propostas de orçamento do prefeito. A rejeição assim não é exercício de prerrogativa: é irresponsabilidade de quem não tem espírito público, e jamais será estadista. A rejeição só deve ser praticada em situação extrema de proposta distorcida, incongruente e impossível de ser consertada por via de emendas, dadas as limitações para estas.

Recesso da Câmara

O recesso parlamentar, Direito Constitucional dos parlamentares, sejam eles no âmbito Federal, Estadual ou Municipal (vereadores), terá que ser vetado, ou através de chamamento extraordinário terá que ser realizadas novas sessões para aprovação da LDO, o que acarreta ainda mais despesas para os cofres públicos. Sessões extraordinárias estas que não se justifica dado ao pouco (ou quase nada) trabalhos dos vereadores que se reúnem apenas 08 vezes em um período de 30 dias, muito diferente do povo trabalhador que tem que trabalhar sol a sol, inclusive para pagar os seus vultosos salários.

Mas a câmara de Açailândia, nessa legislatura, curiosamente, mas nem tanto assim, e sim por um incentivo enorme da possibilidade de cassação da prefeita Gleide Santos através de uma Comissão Processante, 11 dos 17 vereadores até abrem mão dos seus direitos constitucionais (o recesso) - O vereador Marquinhos PCdoB chegou a entrar na justiça para prorrogar os trabalhos da câmara, haja vista que, normalmente o recesso tinha início em todo 1º de julho. Ao que parece o tempo não foi suficiente, e agora por capricho, estratégia de uma nova liminar, retaliação, conta e risco, o grupo dos 11 vereadores resolveram fazer parte de uma anomalia jurídica da história da gestão pública do país e não votaram a LDO.

Confesso que nos meus mais de 20 anos militando no jornalismo, jamais vi qualquer ação jurídica, de qualquer político da face da terra, lutando pelo seu direito de trabalhar – Esses 11 vereadores de Açailândia, poderão se tornar os verdadeiros “PALADINOS DA MORALIDADE”.

No país, até o Escândalo do Mensalão, os parlamentares federais tinham direito a 90 dias de férias e a salário em dobro, caso houvesse uma convocação extraordinária; foi então aprovada, por pressão da opinião pública, uma emenda constitucional, que reduziu os períodos de recesso para no máximo de 55 dias ao ano, divididos em dois períodos - como no calendário escolar. Em âmbito federal, a Constituição prevê dois períodos de suspensão dos trabalhos legislativos: de 23 de dezembro a 1º de fevereiro e de 17 a 31 de julho. Esta limitação constitucional obriga o teto máximo de 55 dias aos parlamentos federais (Câmara dos Deputados e Senado), Assembleias estaduais e as câmaras de vereadores.

Por Wilton Lima
Fonte:http://www.wiltonlima.com.br/

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Vacinação contra a Hepatite “A” inicia na próxima semana em Açailândia




Coordenadores da unidade regional de saúde de Açailândia (Estado do Maranhão), por determinação do Ministério da Saúde, estiveram reunidos na última terça-feira (15), com coordenadores dos municípios que integram à Regional de Açailândia para passar as instruções normativas e informe técnico da introdução da vacina adsorvida Hepatite “A” (Inativada). Na mesma reunião, os profissionais da saúde discutiram ações que estão incluídas no calendário nacional de vacinação. Participaram da reunião, representantes dos municípios de Bom Jesus das Selvas, Vila Nova dos Martírios, São Francisco do Brejão, Buriticupu, Cidelândia, São Pedro da Água Branca, Itinga do Maranhão e representantes de Açailândia, local sede do encontro realizado na própria Unidade Regional. O encontro foi conduzido pelo coordenador do sistema de informação, Edmilson Brandão e pela coordenadora da rede de frios Raquel Rocha. Açailândia foi representada no encontro pela coordenadora de imunização, Adriana Parra e Maricélia Tavares (NASF) e pela odontóloga Denise Moreira.

O principal motivo da reunião foi para oficializar aos municípios que o Programa Nacional de Imunização (PNI) está ampliando o Calendário Nacional de Vacinação em 2014, com a introdução da vacina adsorvida Hepatite “A” (inativada). De acordo com dados do Ministério da saúde, a Hepatite “A” apresenta alta prevalência nos países com precárias condições sanitárias socioeconômicas e constituem um importante problema de saúde pública no Brasil. Alerta ainda que a hepatite “A” é habitualmente benigna, pode raramente apresentar uma forma grave (aguda, e fulminante), levando a hospitalização e ao óbito.

Os dados mais recentes confirmam que as crianças menores de 13 anos foram responsáveis por 68% dos casos positivos e constituem a faixa etária com as maiores taxas de incidências da doença. A prevenção desta doença viral continua a ser a arma mais importante para seu controle, pois não existem medicamentos antivirais específicos contra a doença. Por este motivo o PNI introduzirá a vacina adsorvida hepatite “A” (inativada) para crianças a partir de 12 meses de idade, a fim de protegê-la dessa doença futuramente.

Para o Brasil, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPS) estima que ocorram 130 casos novos/ano por 100 mil habitantes e que mais de 90% da população maior de 20 anos tenha tido exposição ao vírus e o país é considerado área de risco para a doença. A principal via de contágio é a fecal-oral, por contato inter-humano ou por meio de água e alimentos contaminados. Contribui ainda para a transmissão, a estabilidade do vírus no meio ambiente e a grande quantidade de vírus presente nas fezes dos indivíduos infectados.

Já a disseminação está relacionada com a infraestrutura do saneamento básico e a aspectos ligados às condições de higiene praticadas.

De acordo com informações dos profissionais da saúde, para esta vacinação não será deflagrada uma campanha de mobilização em praças pública, será uma vacina de rotina. A vacina já deve está disponível a partir da próxima semana em todos os postos de saúde, e a princípio, será aplicada uma única dose. Lembram ainda, que é importante saber que o Ministério da Saúde introduzirá no calendário nacional de vacinação esta vacina para crianças a partir de 12 meses e até menores de dois anos, ou de um ano, onze meses, e vinte e nove dias. A meta de cobertura vacinal é de 95%.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Secretaria de Ação e Promoção Social oferece curso de cabeleireira para mais de quarenta mulheres no Pequiá




A prefeita Gleide Santos (PMDB) vem mantendo como prioridade, as ações na esfera social, pois entende que pra cuidar da cidade, primeiro é necessário cuidar da sua população, dando dignidade e melhorando a qualidade de vida das famílias mais carentes. Por conta disso, determinou à Secretaria de Ação e Promoção Social, através do CRAS - Centro de Referência e Assistência Social, localizado no Pequiá, que realizasse mais uma vasta programação para a comunidade daquela localidade com novos cursos profissionalizantes como cabeleireiras e manicures.

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), funciona como uma porta de entrada para os programas sociais, onde são atendidas diariamente as famílias que necessitam do amparo do governo municipal nos vários projetos sociais que são oferecidos gratuitamente pela prefeitura de Açailândia.

No CRAS são feitos os trabalhos interativos com famílias (mulheres, adolescentes e crianças), através de reuniões e acompanhamento psicossocial pelo PAIF (Programa de Atenção Integral à Família), além da realização de oficinas e cursos de geração de trabalho e renda, entre outras atividades de envolvimento social.

No último dia 10 de Julho foi acompanhado de perto as atividades do curso de CABELEIREIRA, que têm a duração de três meses, onde mais de 40 quarenta mulheres estão sendo capacitadas com aulas teóricas e práticas para o mercado de trabalho. Dessa maneira, o CRAS desempenha o seu papel de atender um grande número de pessoas com ações sociais voltadas para a formação profissional.

Secretaria do Meio Ambiente realiza palestra educativa sobre resíduos sólidos para comunidade da Vila Bom Jardim




Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde comanda pela bióloga Ana Claudia fizeram uma visita aos moradores da Vila Bom Jardim, para alertar àquela comunida do perigo no manejo e a colocação inadequada dos resíduos sólidos, podendo trazer transtornos, desde a incômodo com o mal cheiro, até atrair doenças para toda comunidade.

Segundo a morada Francisca Neves, 65 anos, o carro do lixo passa duas vezes na semana na sua rua e ela só coloca os resíduos da sua residência no o horário que carro passa, livrando assim de seu lixo ser rasgado por cachorros ou cavalos.

A bióloga da Secretaria do Meio Ambiente, Ana Claudia, informou em palestra à comunidade da Bom jardim o quanto que o lixo jogado na rua pode trazer sérios problemas de saúde.

Veja alguns dos problemas que o lixo pode causar:

Doenças: o lixo que vai para lixões a céu aberto ou terrenos baldios produz bactérias e fungos, também atrai baratas, ratos, moscas, mosquitos e etc... Esses animais podem transmitir doenças sérias, como dengue, febre tifóide, cólera, disenteria, peste bubônica e leishmaniose;

Chorume: é um líquido mal cheiroso e nojento que o lixo acumulado produz quando vai se decompondo. O chorume é dez vezes mais poluente que o esgoto. Isso porque, além de conter matéria orgânica apodrecida, ele tem substâncias químicas e metais muito tóxicos. O chorume contamina o solo e pode chegar aos lençóis freáticos (espécies de rios subterrâneos que existem por toda a Terra e que jogam sua água nos mares, lagos, mangues e rios). Quanto mais o chorume se espalha, mais vai poluindo;

Poluição do ar: o lixo – queimado ou não, produz gases que fazem mal à saúde dos seres vivos e do planeta, como o gás metano e o gás sulfídrico. Esses gases poluem o ar e podem causar doenças respiratórias. O lixo queimado produz gás carbônico, um gás que é tóxico se estiver em grandes quantidades. Vale lembrar que o ar do planeta já está cheio de gás carbônico por causa dos carros e das fábricas;

Inundações: garrafas de PET, sacos plásticos e outros lixos são levados pelas águas numa chuva forte. Eles acabam entupindo bueiros e até impedindo os rios de correrem por seus leitos. Isso causa inundações terríveis. A água suja das inundações estraga as casas das pessoas, mata animais domésticos e causa mais doenças na população.

Ao final da palestra a Dra. Ana Claúdia deu algumas dicas muito importante para a população da Vila Bom Jardim: reciclar, consumir (comprar, comer) sem exageros, não jogar lixo no chão, nos rios, nos canteiros, pois lugar de lixo é na lixeira.

Secretária de Educação visita escolas da rede pública municipal de ensino




A Secretária Municipal de Educação de Açailândia, professora Ivanete Carvalho, visitou “in loco” várias escolas municipais para verificar de perto como andam as atividades no setor, no início desse segundo semestre letivo. A primeira visita aconteceu sábado, dia 19, na E. M. Sudelândia (50 BIS), Zona Rural do Município, por ocasião da comemoração do 18º aniversário do assentamento, em que a prefeita Gleide Santos também marcou a sua presença. Ivanete Carvalho, na ocasião da visita, estava acompanhada pela coordenadora de educação do município, professora Cássia Mônica, e Rubia Novakoski, assessora de gestão da SEMEC.

Já na segunda feira (14), a professora Ivanete acompanhada pela Técnica em assuntos educacionais, professora Elaine Beatriz, e Cássia Mônica, Coordenadora pedagógica, visitou a E. M. Fernando Rodrigues. A equipe teve o cuidado de verificar vários departamentos das escolas, setor administrativo, setor para alunos especiais, refeitório, biblioteca, banheiros, laboratório da T.I. e as salas de aulas. Ao final a equipe se reuniu com o corpo técnico para socializarem os avanços e traçaram metas para melhorar ainda mais os pontos que necessitam avançar. A diretora da Escola Fernando Rodrigues, professora Maria das Graças, disse que é fundamental essas visitas periódicas por parte da Secretária Municipal de Educação e sua equipe.

No período da tarde, ainda do dia 14, as professoras, Elaine Beatriz e Cássia Mônica, visitaram a E.M. Raimundo Telefre Sampaio. De acordo com a professora Elaine Beatriz, estas visitas fazem parte de uma nova visão de gestão na educação implementado pela administração da prefeita Gleide Santos, através da Secretaria Municipal de educação, que adotou o Sistema de Gestão Integrada – SGI. Este sistema permite a combinação de processos, procedimentos e práticas adotadas por uma organização, para implementar suas políticas e atingir seus objetivos de forma mais eficiente em sistemas múltiplos de gestão.

Secretário de Infraestrutura visita áreas em obras e locais que receberão benefícios em Açailândia!


A série de visitas do secretário de infraestrutura Geneton Pires, começou na Avenida Min. José Reinaldo Tavares, que liga a Rua principal ao Quartel da PM na Vila Ildemar, o secretário foi constatar a gravidade do lamaçal naquele trecho para que seja feito um levantamento e o inicio da recuperação do local de forma definitiva.

Em seguida, Geneton foi até o entorno do Forum de justiça, onde vistoriou a abertura de duas ruas no trecho e a limpeza de um terreno onde serão realizadas duas obras do governo federal.
Acompanhado do vereador Sarney Moreira e de dois membros de sua equipe de trabalho, Geneton acompanhou de perto a finalização do trabalho de abertura das ruas que para os funcionários tanto do Forum, quanto da promotoria e do cartório eleitoral, foi um ótimo trabalho, segundo eles, antes haviam apenas uma rua de entrada e um retorno de saída do local, e agora há mais duas alternativas, desafogando o transito e dando mais agilidade nas ocorrências externas.
Do Forum, Geneton seguiu até o Novo Horizonte, onde várias ruas foram abertas e outras foram amplamente recuperadas, locais onde antes havia apenas mato, voltou a ser via de passagem, o trabalho no bairro agradou os moradores que em conversa com o secretário e sua equipe demonstraram satisfação com as obras nas ruas.
Após as visitas Geneton enfatizou que em breve terá inicio uma mega operação de asfaltamento em dezenas de ruas de Açailândia, e que os trabalhos que recuperação de ruas, limpeza pública e recuperação dos bueiros no centro da cidade, estão a todo vapor.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Prefeita Gleide Santos anuncia obras de pavimentação asfáltica para pelo menos vinte ruas, em cinco bairros de Açailândia




Açailândia - A prefeitura de Açailândia deu início a uma série de obras de pavimentação asfáltica na cidade, iniciando pela Rua Medeiros Neto, a conhecida Avenida do Estádio Pedro Maranhão, que a prefeita Gleide Santos, acompanhada de secretários e vereadores fez questão de fiscalizar de perto a qualidade e a aplicação da obra naquela localidade, que irá beneficiar todo o Bairro do Jacú e Vila Maranhão.

Na tarde desta segunda-feira (14), outro passo muito importante foi dado para o início da pavimentação de pelos 20 ruas da cidade, beneficiando 05 bairros de Açailândia. A prefeita Gleide Santos anunciou a obra e determinou que o coordenador da ASPLAN – Assessoria de Planejamento, Siqueira Diniz, juntamente com o engenheiro Dr. Rogério Rosa, acompanhasse o engenheiro da Construtora Motta Sul, responsável por essas obras de pavimentação em Açailândia, para uma ampla vistoria das ruas, para aplicação imediata de 07 Km de asfalto de primeiríssima qualidade.

Nessa etapa de obras de pavimentação asfáltica os bairros contemplados serão: Jardim Brasil, Getat, Sunil, Vila Progresso II e Bairro Brasil Novo.

O Engenheiro Leandro Domingos, da Construtora Motta Sul, representante da Empresa Terramata, vencedora do certame licitatório, contratada para executar as obras de pavimentação asfáltica, explicou que os serviços estão previstos para começarem imediatamente. “Nós, viemos aqui, hoje para realizarmos uma visita técnica nestes locais que receberão as obras, pois é preciso ver de perto as projeções das ruas, para nos próximos dias realizarmos uma grande mobilização de maquinários e de profissionais na execução da pavimentação dessas ruas,” disse.

Segundo o engenheiro, nessa primeira visita técnica foi feito um diagnóstico detalhado com o mapeamento e o reconhecimento das áreas que serão beneficiadas, e nos próximos dias, será mobilizada toda uma logística da frota de máquinas e equipamentos, para que seja dado início, primeiramente, a terraplenagem das ruas com a realização das bases e sub-bases, para em seguida vir a outra empresa que vai realizar a parte de meio-fio, sarjeta e a aplicação da camada asfáltica (pavimentação). A Previsão é que na próxima semana as máquinas comecem a trabalhar em todas as ruas dos cinco bairros contemplados nesta primeira fase.

O coordenador da Asplan, Siqueira Diniz, confirmou que nesta etapa mais de vinte ruas serão contempladas, e serão 7 km de asfalto divididos para cinco bairros. “É importante ressaltar que, esta é a primeira etapa, nós temos mais 10 quilômetros já negociados, e a Prefeita Gleide Santos já esta viabilizando junto ao governo do Estado a aquisição dos recursos necessários para realizar outras obras de asfaltamento para o centro comercial da cidade e em outros bairros. Serão obras estruturais executadas em toda a cidade de Açailândia”, ressaltou Siqueira.

Reviravolta na “Comissão Processante” da câmara de Açailândia que pretendia cassar o mandato legítimo da prefeita Gleide Santos




Prefeita Gleide Santos fiscalizando obra de asfaltamento no Bairro do Jacú e Vila Maranhão…

Eleita com expressiva legitimidade, 51,80% dos votos válidos, quase 29 mil votos, mas especificamente 28.993, a prefeita de Açailândia Gleide Lima Santos (PMDB), tem sofrido pressões de todos os lados, principalmente, por conta de tentar implantar no município um novo modelo de administrar, quebrando inúmeros paradigmas – Os mega executivos da iniciativa privada, bem como os mais renomados administradores públicos do planeta, são conhecedores do tamanho dos empecilhos que são encontrados no caminho da mudança – As resistências são as mais inesperadas – A torcida contra cresce de maneira assustadora – As perseguições se assemelham à caça as bruxas deflagrada na Europa, entre os séculos XV e XVIII. Mas, somente aqueles que persistem e defendem suas ideias, através do trabalho na prática, depois de sofrer todas as intempéries alcançam seus objetivos – Alguns, como pudemos ver na história mundial, são reconhecidos em vida, outros após a morte, e ainda há aqueles que são açoitados, crucificados, enforcados e até queimados vivos, sem o devido o reconhecimento – São enterrados como loucos, mas realizaram mudanças profundas no seio da sociedade.

Guardando as devidas proporções; a prefeita Gleide Santos tem provocado muito descontentamento ao aplicar o seu modelo de gestão, principalmente, em boa parte da classe política de Açailândia, leia-se “oposição”, arraigada ao longo dos tempos de costumes nada ortodoxos de gerir os recursos públicos. Por isso Gleide tem enfrentado inúmeros problemas – Na câmara municipal, uma Comissão Processante foi montada com um único propósito – Cassar o mandato legítimo de Gleide, com escore de goleada, muito superior ao que sofremos contra Alemanha.

A Comissão Processante que deveria ter o papel também legítimo de investigar, se tornou um julgamento político, pessoal e uma guerra jurídica de agravos e liminares. Gleide conseguiu temporariamente a paralisação da comissão mostrando por “A” mais “B” que esta se encontrava eivada de vícios. O vereador Bento Camarão (PMDB) impetrou com agravo e derrubou a liminar conseguida por Gleide. E o último capítulo desse embate foi favorável mais uma vez a prefeita Gleide Santos, pois o desembargador Guerreiro Júnior, no plantão do último domingo, 13, entendeu que sim, a Comissão Processante está mesmo eivada de vícios, e determinou a paralisação da CP.

Decisão

Trata-se de um mandado de segurança com pedido de liminar impetrado por Gleide Lima Santos contra ato que entende ilegal perpetrado pelo Excelentíssimo Desembargador Marcelino Chaves Everton no julgamento do Agravo de Instrumento nº 30.050/2014, que sustou os efeitos da decisão liminar proferida nos autos do Mandado de Segurança nº 2465-72.2014.8.10.0022, pela qual o juízo de base havia deferido parcialmente o pedido liminar a fim de determinar a paralisação dos trabalhos da Comissão Processante instituída pela Resolução nº 02/2014, posteriormente alterada pela Resolução nº04/2014, da Câmara Municipal de Açailândia, até que os partidos PSDB e SOL fossem incluídos na composição da referida Comissão.

A impetrante narra que, na condição de Prefeita Municipal de Açailândia, tem contra si processo de cassação por suposta infração político-administrativa perante Comissão Processante da Câmara Municipal de Açailândia.

Entendendo estar sobredita Comissão eivada de vícios, a impetrante ajuizou o Mandado de Segurança nº 2465-72.2014.8.10.0022, obtendo decisão liminar favorável que determinou a paralisação dos trabalhos até que os Partidos Políticos PSDB e SOL fossem incluídos na composição da Comissão, tendo em vista a violação ao princípio constitucional da proporcionalidade inserto no art. 58, §1º, da CF e ao art. 22, §1º, da Lei Orgânica de Açailândia.

(...)

A prefeita Gleide alega a impetrante que a decisão de base foi além de adentrar questões interna corporis, uma vez que garantiu a aplicação do princípio constitucional da proporcionalidade, inserto no art. 58, §1º, da Carta Magna, bem como assegurou o que dispõe o art. 22, §1º, da Lei Orgânica de Açailândia, e não o Regimento Interno da Câmara Municipal, como equivocadamente restou fundamentada a decisão proferida pela autoridade coatora.

Desta feita, defende ser abusiva, ilegal e teratológica a decisão que permite o prosseguimento de Comissão Processante que se encontra eivada de vícios insanáveis.

(...)

Em face do exposto, defiro o pedido de liminar formulado por Gleide Lima Santos para o fim de suspender a eficácia da decisão liminar proferida nos autos do Agravo de Instrumento nº 30.050/2014, restabelecendo-se o inteiro teor do decisum prolatado nos autos do Mandado de Segurança nº 2465-72.2014.8.10.0022 (fls. 814/822), até julgamento final do presente mandado de segurança.

Notifique-se a autoridade apontada como coatora para, no prazo de 10 (dez) dias, prestar informações.

São Luís, domingo 13 de julho de 2014, às 23h 20 min.

Des. Antonio Guerreiro Júnior

P L A N T O N I S T A

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Nota de Repúdio


A presidente da Câmara Municipal de Açailândia, vem a público repudiar o ato desrespeitoso praticado contra a senhora Vereadora Fátima Camelo, nas redes sociais. Além de uma forma lamentável de difamação, as montagens publicadas e compartilhadas através da internet, demonstram, por parte de seu autor, uma personalidade doentia, vulgar e incompatível com as normas morais mais básicas de convívio social.

Em nenhum momento se pensou na condição de senhora mãe de família e na história de luta da Vereadora Fátima Camelo pela sociedade, sobretudo pelos direitos da mulher, crianças, adolescentes e idosos. Foi deixada de lado a sensatez, em favor da ignorância, da soberba e de um humor macabro, típico de uma personalidade psicótica.

A liberdade de expressão é uma garantia do Estado Democrático de Direito, no entanto, o respeito e a moral é um direito que, violado, devem ser levados às barras severas da Justiça.

Açailândia/MA, 11 de julho de 2014

Lennilda Leandro Rocha da Costa

Presidente da Câmara Municipal de Açailândia

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Parceria entre prefeitura e Vale vai garantir a reforma e ampliação do Hospital Municipal de Açailândia




Açailândia - Na tarde de ontem, quarta-feira (09), aconteceu mais uma visita de representantes da Mineradora Vale ao Hospital Municipal de Açailândia, com o objetivo de ultimar os detalhes para assinatura de uma parceria entre a prefeitura e a companhia, para uma grande reforma e ampliação da unidade hospitalar do município. Acompanhados do secretário municipal de saúde, Dr. Marcos gigante e do diretor do HMA, Linderval Teixeira, os engenheiros Marcelo Sousa, Francisco Andrade e Marcelo Novais puderam verificar “in loco” toda a estrutura do Hospital e verificar o que é necessário para ajustar o projeto de reforma e ampliação do HMA, já em fase de conclusão.

Na visita, o secretário de saúde e o diretor do SESP fizeram uma apresentação minuciosa de toda estrutura hospitalar que atende diuturnamente milhares de pessoas usuárias do SUS, que envolve oito cidades sob a responsabilidade da microrregião de Açailândia.

Aos engenheiros foi apresentada toda estrutura predial atual, bem como, o que precisa ser acrescentado junto ao projeto da VALE, visando com isso sanar todos os problemas estruturais que existem no Hospital Municipal.

Tão logo aconteça a assinatura do convênio e a autorização do início das obras, a expectativa é que até o ano que vem a população possa começar a usufruir de melhores estruturas, que transformarão o hospital municipal (SESP) em uma grande referência na área saúde pública da região.

De acordo com os representantes da COMPANHIA VALE os recursos já estão disponíveis para serem usados pelo município, faltando somente à conclusão do projeto para o início das obras. “Enquanto a Prefeitura de Açailândia se prepara para assinar o convênio e se credenciar para receber os recursos devidos, nós estamos trabalhando nos últimos detalhes da conclusão do projeto de reforma e ampliação do HMA. E a nossa tarefa nessa visita oficial é a de conhecer pessoalmente todo o prédio, para que então possamos encontrar juntamente com secretário de saúde as soluções viáveis para o melhoramento da saúde de toda população açailandense”, informou a equipe de engenheiros da VALE.

Recadastramento do Cartão SUS não tem prazo para encerramento




Açailândia - A Secretaria Municipal de Saúde está realizando desde o início do ano o recadastramento do Cartão Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), documento indispensável para todo atendimento de saúde do cidadão brasileiro em todo território nacional. O recadastramento está acontecendo na própria secretaria de saúde, localizada à Rua Anita Garibaldi, S/N, antigo prédio da (APIL).

O recadastramento do cartão tem como objetivo maior, o controle de beneficiários do município e principalmente a emissão do número definitivo do usuário. Outro motivo, é que pessoas de municípios vizinhos estavam recorrendo para Açailândia para requerer o documento, o que não é correto. Para se ter uma ideia, quando estas pessoas são atendidas pelo SUS, as despesas pagas pelo sistema são depositadas na conta do seu município de origem e não de Açailândia.

O documento é de grande importância para todo cidadão brasileiro e de posse dele cada pessoa deve tomar o devido cuidado de plastificar no ato do recebimento. A Secretaria de Saúde alerta a todos, que a emissão de 2ª ou 3ª. via, só será possível com a apresentação de um Boletim de Ocorrência (B.O). A secretaria ainda comunica que a troca do cartão está sendo, a princípio, os que iniciam com a numeração 1, 2 e 8.

A Secretaria de Saúde informa também e tranquiliza aos usuários que possuem o documento SUS com as numerações em questão, que se por acaso necessitem de atendimento de emergência, podem se dirigir até a recepção do Hospital Municipal e fazer o pré-cadastramento. Na ocasião, o paciente vai receber o número do Cartão SUS.

A Secretaria de Saúde está passando todas estas informações devido as pessoas estarem superlotando a secretaria, achando que o seu cartão não tem mais validade. Avisa ainda que não precisa ter pressa para fazer a troca ou recadastramento do cartão.

Para fazer o recadastramento a pessoas deve ter em mãos os seguintes documentos originais:

Carteira de Identidade (RG)

Carteira Profissional de Trabalho

Carteira Nacional de habilitação

CPF

Certidão de Nascimento, Casamento ou Divórcio

PIS/PASEP

NIS ou Bolsa Família

Outras informações podem ser adquiridas com a coordenadora do SETOR/SUS com Núbia de Melo Santos na Secretaria de Saúde ou pelo Fone: 9129 8586 em horário comercial.

Rede municipal de ensino de Açailândia volta às aulas nesta segunda-feira (14)




Açailândia - A partir desta segunda-feira, dia 14, aproximadamente 27 mil estudantes da rede municipal de ensino de Açailândia voltam às aulas para término do primeiro semestre do ano de 2014, o atraso com relação ao 2º semestre se deu em função da greve dos profissionais do magistério.

Os trabalhos serão retomados nas 78 escolas localizadas no setor urbano e rural do município. Por causa da greve dos professores e da copa do mundo. Este ano, o departamento pedagógico elaborou um calendário especial com o objetivo de cumprir a rigor a LDB para que os alunos tenham os 200 dias letivos sem nenhum prejuízo no processo de ensino de aprendizagem.

A secretária municipal de educação, professora Ivanete Carvalho, garante que as atividades no setor da educação serão intensificadas na segunda metade deste ano. Muitas e boas novidades estão por vir, já que melhoria no ensino tem sido uma das prioridades do governo municipal.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Prefeita Gleide Santos reúne comerciantes para montar estratégia de realocação e o início da reforma e ampliação do Mercado Público Municipal




Açailândia - A reforma e ampliação do Mercado Público Municipal de Açailândia foi promessa de campanha da prefeita Gleide Santos (PMDB) que se cumpre agora, haja vista, o convênio já ter sido firmado com a Caixa Econômica Federal, para realização da primeira etapa da obra orçada em R$ 800.000,00. O dinheiro já se encontra na conta corrente da prefeitura de Açailândia e caso o município não cumpra com os prazos para início da reforma, a população poderá perder a maior oportunidade da história, de ganhar um novo mercado moderno e equipado no estilo de um “Shopping Popular”, por isso a urgência em realocar o mais breve possível todos os comerciantes para um local adequado, a fim de evitar prejuízos, tanto para o município, como para as famílias que tiram do mercado público o seu sustento. Para ampliação e modernização total do mercado de Açailândia a prefeitura de Açailândia entrará com um valor ainda maior do que o do governo federal, que será na ordem de quase R$ 3.000.000.000,00 (Três Milhões de Reais)

A primeira reunião com os comerciantes aconteceu na noite de ontem, segunda-feira (07), na quadra de esportes da Escola Jurgleide Alves Sampaio e contou com a presença da prefeita Gleide Santos, secretários, engenheiros e técnicos da prefeitura de Açailândia, além, claro, da grande maioria da população que tem como fonte de renda o mercado público da cidade.

Na reunião, o coordenador da ASPLAN Siqueira Diniz apresentou vários slides contendo as informações oficiais e alguns mapas com detalhes sobre o local para onde os comerciantes serão realocados, demonstrando que foi feito um estudo minucioso do enorme galpão para garantir a segurança, a comodidade e os acessos onde funcionará provisioramente o mercado, até que seja concluída a obra de reforma e ampliação.



Na sequência, a prefeita Gleide Santos fez uma explanação detalhada relatando tudo que será feito no mercado municipal, desde o valor, até o prazo de entrega da obra, esclarecendo que todo processo de mudança será dentro da legalidade e que essas melhorias irão beneficiar não só os comerciantes, mas também toda a população de Açailândia. “Eu e minha equipe vem trabalhando e planejando esse projeto há mais de um ano, e eu visitei diversas vezes o mercado e vi de perto as pessoas reclamando da sujeira que existe, dos banheiros horríveis, de umas escadas que os deficientes não podem subir e nesse novo modelo do Mercado Municipal terá até elevador, pois o mercado terá dois pavimentos. Nós iremos aumentar os boxes e já mandamos cadastrar os vendedores ambulantes para identificar que são os vendedores da nossa cidade e quando tiver pronto, nós vamos colocar todo mundo dentro nas novas instalações do nosso mercado, pois tudo está sendo projetado para comportar mais pessoas lá dentro. O Elevador panorâmico que será construído no mercado, servirá para as pessoas portadoras de deficiência se locomoverem com mais facilidade até a parte de cima. Vai ser o “point” da nossa cidade, os imóveis e comércios instalados nas proximidades do nosso mercado serão valorizados com esta nova estrutura comercial”, relatou a prefeita.

“A nossa administração vem planejando essa obra de reforma há exatamente um ano, já olhamos três lugares para realocação temporária dos comerciantes do mercado, no entanto, nenhum desses lugares que olhamos é adequado para acomodar todos os comerciantes, porque tem que ser um lugar que caiba todo mundo junto, para que a população saiba que o mercado funcionará provisoriamente em único local”, acrescentou.

“Da nossa parte vamos fazer o possível para garantir estrutura e conforto nesse local que será usado provisioramente, e vamos melhorar o que for preciso como o melhoramento do acesso, do piso, dos banheiros, a colocação de energia e de água”, finalizou Gleide.

A obra do mercado municipal esta prevista para terminar em oito meses, mas a prefeita Gleide Santos resolveu acrescentar por sua conta e risco, mais quatro meses, totalizando um ano de obra, porque entende que raramente se entrega uma obra na data prevista.

Ao final da reunião ainda ficaram algumas dúvidas por parte dos comerciantes, mas o resultado final foi proveitoso, visto que, ainda não haviam sentados para debater o assunto, o poder público e a comunidade do mercado público municipal. Ficou acertado também que será marcada novas reuniões entre o governo municipal e os comerciantes para ser dado início, o mais breve possível, a essa obra de grande relevância para população.

Avenida do Jardim Glória III é reaberta pela prefeitura de Açailândia!



A avenida que foi criada anos atrás e estava abandonada pelas gestões anteriores, agora está recebendo uma atenção especial, a secretaria de infraestrutura montou uma ação para desobstruir toda a via que estava cheia de mato e até árvores.

Máquinas trabalhando a todo vapor no local tem deixado os moradores mais felizes, porque além de uma nova rua, eles terão mais segurança, já que o local era usado por marginais e usuários de drogas durante a noite e até de dia.

A avenida deverá contribuir para desafogar o trânsito nas saídas para a BR 222, atualmente existem duas principais vias que dão vazão aos veículos que saem do bairro, com a abertura da nova via, cria-se mais uma alternativa e o transito tende a melhorar no setor. O trabalho dever ser finalizado ainda esta semana, afirmou o encarregado Agnaldo.

Além da abertura da avenida, outras ruas do bairro serão recuperadas.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Listas dos candidatos a deputado estadual e federal com domicílio eleitoral em Açailândia


Candidatos a deputado Estadual:
image
imageimage
image
image
image
image
Candidatos a deputado Federal:
image
image
image
Fonte: TRE/MA

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Prefeita Gleide Santos fiscaliza pessoalmente a qualidade e a aplicação de massa asfáltica no Bairro do Jacú




Açailândia - Como vem fazendo em todas as frentes de trabalhos que foram abertas pela Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo do Município após o rigoroso período invernoso, a prefeita Gleide Santos (PMDB) dedicou a manhã da última sexta-feira (04) para fiscalizar de perto a aplicação de massa asfáltica na extensão de toda a Rua Medeiros Neto, conhecida Avenida do Estádio Pedro Maranhão. A prefeita atendeu ao requerimento do vereador Fábio Pereira (SDD) e uma reivindicação antiga da comunidade do Bairro do Jacú e Vila Maranhão.

A longa rua foi muito castigada no último inverno, principalmente em virtude da péssima qualidade do antigo asfalto e do grande fluxo de veículos, pois a Medeiros Neto serve também de rota para coletivos, táxis e vans que fazem esse trajeto atendendo a todo o Bairro do Jacú e Vila Maranhão.

A prefeita Gleide Santos acompanhada da presidente da câmara Lenilda Costa (PMN), do líder do governo vereador Sarney Moreira (PRP), dos vereadores Fábio Pereira (SDD) e Joselí Moreira (PSDB), além de secretários e assessores, vistoriou desde a qualidade do asfalto, até a sua espessura, para ter a certeza que os recursos do município estão sendo aplicados de forma correta, haja vista, essa obra estar sendo realizada em sua totalidade com recursos do tesouro municipal. “Demoramos um pouco para concluir essa obra em virtude de que não adiantava fazer nesses trechos, uma operação tapa-buracos, precisávamos trazer a massa asfáltica para colocar em toda a extensão dessa rua e nos outros trechos que se seguem no Bairro do Jacú, iremos realizar esse tipo de operação tapa-buracos, pois nesses locais ainda dá pra recuperar o asfalto, assim como nos setores onde foram colocados bloquetes”, declarou a prefeita.



Prefeitura de Açailândia retomou as obras para Recapeamento asfáltico da Avenida Medeiros Neto que liga os bairros do Jacu e Vila Maranhão, Os trabalhos de recuperação começaram a ser executados nesta sexta-feira (04/07), com massa asfáltica de qualidade para ser aplicada nos seus 600 metros de extensão.

O secretário municipal de infraestrutura e Urbanismo Geneton Pires explicou que assim como essa obra, há uma vasta programação de obras com frentes previstas para acontecer também na Vila Ildemar, na Vila Capeloza, no Plano da Serra e no Pequiá. “Estamos programando outras frentes de serviços para acontecer por toda cidade, pedimos a compreensão da nossa população para que tenha bastante calma, pois a secretaria de Infraestrutura vai trabalhar muito por toda cidade. Sempre cumprindo a risca a programação pra não gerar expectativas falsas de mexer em tudo sem terminar os trabalhos com a devida qualidade que a população merece, isso tudo vai acontecer dentro do planejamento da prefeita Gleide Santos”, disse.



O vereador Fabio Pereira (SDD) disse que aquele era um requerimento antigo, e que ele estava feliz em cumprir com o seu papel de vereador. “Nós, tivemos a felicidade de ter esse requerimento atendido pelo executivo municipal na execução desta importante obra, pois já havia mais de 04 quatro anos que eu lutava na câmara municipal para que atendessem este requerimento”, disse Fábio.

A Prefeita Gleide Santos, disse da grande satisfação em está realizando os trabalhos de asfaltamento daquela importante avenida que estava em estado de calamidade, mas quando se sabe esperar, as coisas acontecem, e isso mostra que a nossa administração honra os impostos pagos pelos cidadãos açailandenses. “Esse governo trabalha sempre pautado no planejamento, essa administração não funciona na base da pressão e nem á toque de caixa, pois para se oferecer um trabalho asfáltico como este que está acontecendo nesta avenida, é preciso ter o recurso no caixa para pagar as máquinas e os profissionais, além de acompanhar de perto o andamento da obra com um projeto bem feito para que não implique em falhas e prejuízos para a população”, finalizou Gleide..